Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

This Logo Viewlet registered to qPloneSkinBusiness4 product

Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Entrada Investigação Linhas de investigação Estudos de música antiga Projectos financiados Levantamento Digital de Património Musical Manuscrito (antes de 1600)

Levantamento Digital de Património Musical Manuscrito (antes de 1600)

Projecto financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia (POCTI/EAT/46895/2002) , 2005-2008. EQUIPA: Manuel Pedro Ferreira, Diogo Alte Veiga. PARCERIA INSTITUCIONAL: Centro de Investigacíon de Música Religiosa Española, Colégio de los Augustines, Santiago de Compostela.

Levantamento digital do património musical manuscrito (antes de 1600)

Projecto financiado pela FCT Ref. POCTI/EAT/46895/2002

img. levantamento 01


Resumo

img. levantamento 02

Contrariamente à generalidade dos países europeus, em Portugal está por realizar um levantamento exaustivo do património musical manuscrito, sendo esta falha especialmente grave no que respeita à época mais antiga, ou seja, até 1600. Os documentos estão dispersos, muitos deles por catalogar ou ainda a servir de capa a encadernações, sendo difícil a sua consulta, em especial nos arquivos mais pequenos e fora de centros como Porto e Lisboa.

O projecto científico “Levantamento digital do património musical manuscrito (antes de 1600)”, iniciativa do Centro de Estudos de Sociologia e Estética Musical (CESEM) da Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, com o apoio da Fundação para a Ciência e a Tecnologia, propõe-se fazer uma inventariação e reprodução digital dos manuscritos com música existentes nos museus, arquivos distritais, municipais e eclesiásticos e outros locais fora da área de Lisboa e do Porto, incluindo mesmo algumas cidades da raia espanhola, ligadas à história de Portugal, tais como Tuy, Ciudad Rodrigo e Olivença.

 

Objectivos do projecto

O objectivo primaz é lançar as bases de uma biblioteca digital de manuscritos musicais antigos, consultável pela comunidade científica.

Neste sentido, tem-se desenvolvido uma campanha fotográfica acompanhada pela elaboração de fichas descritivas dos manuscritos, adaptadas, por um lado, às normas documentais vigentes e ao objecto específico e, por outro, aos meios electrónicos actuais.

Até ao momento, foram digitalizados integralmente, com respectiva inventariação, 170 códices e cerca de 1080 fragmentos.

O inegável valor de um projecto como aquele que aqui se apresenta justifica-se por razões diversas:

a) Antes de mais, pelo conhecimento do património musical, não só por parte das comunidades científicas nacionais e estrangeiras, como pelos próprios Arquivos, muitas vezes depositários de documentos cujo valor e conteúdo desconhecem.

b) Por outro lado, a valorização do património que daqui advém poderá estimular os Arquivos a procurarem novas formas, mais adequadas, de conservação daquele.

c) Por último, os estudos que a partir daqui se desenvolverem poderão lançar novas luzes sobre a história musical e litúrgica, tanto a nível nacional como europeu.

 

Equipa de investigação

Coordenador e responsável: Manuel Pedro Ferreira

E-mail: mpferreira@fcsh.unl.pt

Assistente de investigação: Diogo Alte da Veiga

 

Digitalização e inventariação de manuscritos

Alguns exemplos de manuscritos digitalizados e respectivas fichas descritivas (modelo provisório):

 

Exemplo de códice:

img. levantamento 03 

 

Arouca

Museu de Arte Sacra do Mosteiro de Arouca

Cota: MS 22 (olim 3* vel C)

Origem:

Proveniência:

Datação: século XIII in

Tipologia: Antifonário do Ofício

Conteúdo: Temporal; Ofício de Santa Ana nos primeiros sete fólios; Começa depois no Advento e termina no Tempo Comum

Número de fólios: [2] + 156 + [1]

Foliação: numeração árabe posterior a lápis

Dimensões médias dos fólios: 275mm x 395mm

Mancha de tinta: 195mm x 300mm

Estado do documento: legível; com alguns rasgões pontualmente remendados, ou por pequenos fragmentos, ou mesmo cosidos com linha; manchado pelo uso; um pouco enrugado

Material do suporte: pergaminho

Número de linhas de texto: 10 nos primeiros sete fólios; 12 nos restantes

Tipo de escrita: notação quadrada sobre tetragrama a vermelho com custos de haste ascendente; letra gótica com iniciais a preto, a preto com decorações a amarelo ou ainda a vermelho ou azul com decorações nas cores opostas; algumas iniciais têm decorações antropomórficas

Observações: os primeiros sete fólios, correspondentes ao Ofício de Santa Ana, são já do século XV

Referências bibliográficas: Catálogo de Manuscritos e Incunábulos. Biblioteca do Museu de Arte Sacra de Arouca (1993). Universidade de Aveiro: Serviços de documentação; Ferreira, Manuel Pedro (1995). "Da Música na História de Portugal". Revista Portuguesa de Musicologia , 4-5 (1994-95). pp. 167-216; Gonçalves, A. Nogueira (1991). “Livros Litúrgicos”. In Inventário Artístico de Portugal – Distrito de Aveiro, Zona de Nordeste. Lisboa: Academia Nacional de Belas-Artes. pp. 59-62; Hughes, Andrew (1975). “Medieval Liturgical Books at Arouca, Braga, Évora, Lisbon, and Porto: some provisional inventories”. Traditio , 31. New York: Fordham University Press. pp. 369-84; Inventário do património cultural: códices iluminados – até 1500 (2002). Coord. Isabel Vilares Cepeda. Lisboa: Biblioteca Nacional; Leclerq, Jean (1950). “Les manuscrits cisterciens du Portugal”. Analecta sacri Ordinis Cisterciensis , 6. pp. 131-39.

 

Exemplo de fragmento:

img. levantamento 04 img. levantamento 04 b

img. levantamento 05  img. levantamento 05 b

 

Braga

Arquivo Municipal de Braga

Cota : Nº2 Códices

Origem :

Proveniência :

Datação : século XII

Tipologia : bifólio; fragmento de Missal

Conteúdo:

Fólio A ( xxxij):

Ofertório: Precatus est moyses

Comunhão: Qui manducat

[ feria tertia ]

Intróito: Ego autem cum iustitia

Responsório-gradual: Ad dominum ; Versículo: Domine libera

Ofertório: Domine in auxilium

Fólio B:

Ofertório: Iustitie domini recte

Comunhão: Passer invenit

Intróito: In deo laudabo

Responsório-gradual: Deus vitam meam ; Versículo: Miserere

Foliação : fólio xxxij

Dimensões do fragmento :

F ólio A: cerca de 235mm x cerca de 365mm

F ólio B: cerca de 200mm x cerca de 365mm

Mancha de tinta :

Fólio A — rosto: coluna interior: cerca de 80mm x cerca de 285mm

coluna exterior: cerca de 90mm x cerca de 285mm

verso: a duas colunas de cerca de 85mm x cerca de 285mm

Fólio B — a duas colunas de 80mm x cerca de 295mm

Estado do documento : legível; algumas manchas de humidade e de utilização; dobrado nas margens inferiores e superiores, indicando anterior utilização como capa de livro; o canto inferior exterior do fólio A está obliterado; rasgado na zona superior da dobra central; bastante rasgado na zona superior da margem exterior do fólio B, obliterando parte do conteúdo; corte vertical ao longo de toda a margem exterior deste mesmo fólio obliterando ligeiríssima parte do conteúdo

Material do suporte : pergaminho

Número de linhas de texto : 35, sendo que na coluna direita do verso do fólio A e na coluna esquerda do rosto do fólio B são 36

Escrita : notação aquitana sobre uma linha a vermelho; letra de transição a castanho; iniciais a vermelho ou verde, por vezes com decorações nas mesmas cores

Observações:

Referências bibliográficas:

 

 

Publicações no âmbito do projecto

Manuel Pedro Ferreira, “Notation and Psalmody: a Southwestern Connection?”, in Cantus planus. Papers Read at the 12th Meeting of the IMS Study Group (2004), Budapest: Hungarian Academy of Sciences, 2006, pp. 621-39.

Manuel Pedro Ferreira, “Cluny at Fynystere: One Use, Three Fragments”, in Terence Bailey & László Dobszay (eds.), Studies in Medieval Chant and Liturgy in Honour of David Hiley , Ottawa - Budapest: The Institute of Mediaeval Music / Hungarian Academy of Sciences (Institute for Musicology), 2007, pp. 179-228.

Manuel Pedro Ferreira, “Uma questão de ritmo”, in F. Monteiro & A. Martingo (coord.),  Interpretação Musical – Teoria e Prática . Lisboa: Colibri, 2007, pp. 219-46.

Manuel Pedro Ferreira, “A conjunção de música e poesia na Península Ibérica, da Idade Média ao Renascimento” in Concerto das Artes , Porto: Campo das Letras, 2007, pp. 421-45.

Manuel Pedro Ferreira, “O Templo, o Tempo e o Som: sobre a expressão musical da liturgia latina (período medieval)”, in Medievalista online , ano 3, nº 3 <www.fcsh.unl.pt/iem/medievalista>

 

Actividades do Projecto

Organização de reuniões científicas internacionais

Simpósio Internacional “A Música nos mosteiros e catedrais: novas pesquisas”, FCSH-UNL, 15.06.2007, com a participação de Manuel Pedro Ferreira (CESEM/FCSH-UNL), Diogo Alte da Veiga (CESEM/FCSH-UNL), Olivier Cullin (CESCM – Poitiers) e Susan Boynton (Universidade de Columbia, Nova Iorque).

Conferência e Workshop internacionais sobre digitalização e catalogação de manuscritos musicais, FCSH-UNL, 17-18.01.2008, com a participação de Roman Hankeln (The Norwegian University of Science and Technology, Trondheim), Olivier Cullin (CESCM, Poitiers), Manuel Pedro Ferreira (CESEM/FCSH-UNL), João Pedro d'Alvarenga (Universidade de Évora), Bernadette Nelson (CESEM/FCSH-UNL), entre outros.

 

Apresentação de comunicações em encontros científicos internacionais

Manuel Pedro Ferreira, Simposio Internacional “Las relaciones musicales entre España y Francia, desde la Edad Media hasta nuestros días” (Granada, 26-30/6/2007): “Moissac en Iberia”

Manuel Pedro Ferreira, Seminário internacional “Imagem, Memória e Poder” (Lisboa, 15-16/11/2007): “Manuscritos com notação musical: formação de uma biblioteca digital no CESEM”

Comunicações em encontros / colóquios nacionais

Manuel Pedro Ferreira, «A sedução espiritual da música antiga», in XXVIII Semana de Estudos Teológicos — Novas procuras de Deus: Trajectórias e contextos (12-16 Fev. 2007)

Conferências / Palestras fora do país

Participação na mesa-redonda: "Nouvelles problématiques historiographiques liées aux réseaux clunisiens", integrada no ciclo Les Diagonales d'automne (Moissac, França, 5-7 Out. 2007), com uma intervenção sobre "Liturgie clunisienne, Moissac et Braga: le rôle de St. Géraud".

 

Formação avançada

Preparação da tese de mestrado do assistente de investigação Diogo Alte da Veiga, subordinada ao tema O Alleluia na monodia litúrgica em Portugal antes de 1600: comparações melódicas .

Acções do Documento